cartilhas com informações sobre cuidados com autistas

A equipe do Laboratório de Terapia Ocupacional e Saúde Mental (LaFollia) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) elaborou duas cartilhas com orientações para o enfrentamento da COVID-19, tendo como foco as famílias de pessoas com autismo.

O trabalho foi coordenado pelas professoras Amanda Dourado Fernandes e Maria Fernanda Cid, do Departamento de c da UFSCar.

O objetivo dos guias é orientar as famílias de crianças e adolescentes com autismo, conscientizar a população sobre os problemas e criar uma rede de solidariedade visando o enfrentamento dos problemas decorrentes do cenário de saúde atual.

O guia Autismo em tempos de coronavírus: como podemos ajudar? estimula a reflexão sobre as particularidades de famílias com crianças e adolescentes autistas. A segunda cartilha, Orientações às famílias de crianças e adolescentes com autismo em tempos de coronavírus, aborda os impactos que essas famílias podem sofrer com a pandemia e traz orientações sobre como enfrentar a situação.

Em entrevista à Coordenadoria de Comunicação Social da UFSCar, Fernandes reforça a necessidade de se prevenir a contaminação, uma vez que as medidas de controle e segurança podem não ser tão simples de serem adotadas por essa população. “Como os autistas podem não entender a gravidade do que está acontecendo, é fundamental atenção redobrada em cuidados, como a higienização das mãos”, alerta a professora.

Os materiais estão disponíveis para acesso gratuito nas páginas do Facebook e do Instragram do LaFollia.

Agência FAPESP*
*Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da UFSCar
.

Este texto foi originalmente publicado por Agência FAPESP de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original aqui.

Pin It