Tele Coronavírus

Lançado na última terça-feira (24/3), o Tele Coronavírus oferecerá atendimento para triagem à distância de pessoas com sintomas da Covid-19 no estado da Bahia. O serviço gratuito está disponível através do número de telefone 155, diariamente, das 7h às 19h. O objetivo do projeto idealizado pela Fiocruz Bahia e Universidade Federal da Bahia (UFBA) é evitar a circulação de pessoas que não necessitam de atendimento emergencial. 

Realizada em parceria com o Governo do Estado e instituições de ensino superior, a iniciativa conta com voluntários do quinto e sexto ano de cursos de Medicina. Os voluntários são divididos em grupos de 10 pessoas, supervisionados por um médico, recebendo as chamadas em casa, através do celular. 

Para auxiliar no atendimento, o estudante conta com um aplicativo que registra os sintomas e ajuda na orientação e no protocolo de atendimento oficial, adotado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e o Ministério da Saúde (MS).

A diretora da Fiocruz Bahia, Marilda Gonçalves, destaca que este serviço será de grande importância para a população da Bahia e integra um conjunto de ações da instituição no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus em todo o Brasil. “O Tele Coronavírus será um canal relevante e sério de atendimento, representando uma das contribuições que a Fiocruz Bahia irá realizar em meio a esta crise. Capacitando os estudantes, iremos criar recursos humanos em saúde que auxiliem o sistema no tratamento contra essa nova doença, o que reduz a sobrecarga às unidades básicas de saúde”, avalia Marilda.

A médica Viviane Boaventura, pesquisadora da Fiocruz Bahia e integrante da equipe que coordena o projeto, explica que os estudantes receberam um treinamento por vídeoaula e, antes de iniciar as atividades, responderam a um pequeno teste objetivo para avaliar a compreensão das instruções de triagem. “A partir desse treinamento, estão aptos a iniciar as atividades. Todo o processo, desde o treinamento até o atendimento, é feito remotamente de forma a garantir a segurança física dos estudantes”, declara.

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explica que o funcionamento do serviço foi disponibilizado após solicitação ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTOC). "O registro feito pelo estudante para alimentar a plataforma será utilizado como registros que vão auxiliar na gestão e na assistência à saúde”, esclarece.

A médica e representante da Secrataria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Adélia Pinheiro, que faz parte do grupo de trabalho do Governo da Bahia no enfrentamento ao Covid-19, conta que, até o momento, há aproximadamente 1.200 estudantes e 70 médicos. “Durante os trabalhos de planejamento, contamos com a participação de um conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia [Cremeb] para acompanhar e opinar sobre as questões atinentes ao exercício profissional”, afirma.

Tele Coronavírus é um serviço gratuito e recebeu apoio do Governo do Estado da Bahia, através das Secretarias de Saúde (Sesab), de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), do Planejamento (Seplan) e da Infraestrutura (Seinfra). Também aderiram à ação as quatro universidades estaduais (Uneb, Uesc, Uefs e Uesb), a Escola Bahiana de Medicina, a FTC Salvador, a Unifacs, a UFRB, a UFSB e a Fesftech, esta última responsável pelo desenvolvimento da plataforma que será alimentada pelos voluntários. 

Os estudantes das instituições citadas, bem como os médicos supervisores, serão certificados pelo serviço. Aqueles que possuam interesse em se voluntariar, devem procurar as coordenações das respectivas universidades parceiras nesta ação.

Fiocruz Bahia

Pin It