Sociedade

Pesquisa surgiu a partir da observação dos movimentos dos doentes mentais em surto pelas ruas

Doentes mentais que vivem nas ruas vivem ‘a solidão dentro da solidão’Doentes mentais que vivem nas ruas vivem ‘a solidão dentro da solidão’

Há alguns anos, quando a atriz e dançarina Evinha Sampaio andava pelas ruas de São Paulo e via um morador de rua com doença mental passando por algum tipo de surto, ela se sentia angustiada. Após presenciar alguns desses surtos, e sem ter como agir a respeito, ela refletiu e percebeu que era preciso fazer algo mais. Mas como uma atriz poderia contribuir? “Ora eu sou atriz e posso levar essa temática para os palcos!!!”, pensou. E foi assim, a partir de um olhar atento e lúcido sobre

Bullying é maior entre estudantes do sexo masculino

Pesquisa com mais de 100 mil estudantes mostra que a prática é maior entre alunos, com 26,1%

Uma pesquisa realizada com 109.104 estudantes do 9º ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas mostra que a prática do bullying é proporcionalmente maior entre os estudantes do sexo masculino (26,1%) do que do feminino (16,0%). O estudo, que envolveu escolas localizadas em zonas urbanas e rurais, de todo território brasileiro, também aponta que 20,8% dos estudantes já praticaram algum tipo de bullying contra os colegas.

Foram pesquisados 109.104 alunos do 9º ano do ensino fundamental
Foram pesquisados 109.104 alunos do 9º ano do ensino fundamental

Outro dado levantado é que 7,2% dos alunos que foram vítimas dessa prática são, em sua maioria, meninos cujas mães

A partir de dados oficiais, pesquisadores divulgam relatórios sobre engenharia

Baseado em dados oficiais do estatístico brasileiro, projeto desfaz mito de que faltam engenheiros no Brasil

Um sistema de indicadores de engenharia no Brasil reunido em um único portal na internet. Esse é o EngenhariaData, projeto desenvolvido desde 2011 pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP) Observatório da Inovação (OIC), sediado no Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP.

O site disponibiliza gratuitamente as principais séries históricas sobre formação de engenheiros, mercado de trabalho e produção científica da engenharia para facilitar a consulta por pesquisadores, gestores de políticas públicas, empresas, instituições de ciência, tecnologia e inovação, jornalistas e demais interessados no tema.

“O EngenhariaData surgiu da discussão de que faltam engenheiros no Brasil, juntamos dados

Imagens em escala nanométrica avaliam processos corrosivos

Imagens de microscopia eletrônica e óptica ajudarão a compreender fenômenos do processo da corrosão

Um terço de todo o minério de ferro transformado em aço é perdido anualmente devido à corrosão, efeito que consiste na deterioração de materiais através de ações químicas ou eletroquímicas. Com o intuito de desvendar esse processo, uma pesquisa faz a análise do mecanismo do processo da corrosão via imagens em escala nanométrica.

Parceria surgiu através de estudos envolvendo a Teoria do CaosEntre os participantes estão o professor Odemir Martinez Bruno, do Grupo de Computação Interdisciplinar do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) daUSP, o professor Ernesto Chaves Pereira, do Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), e pesquisadores da Universiteit Gent, na Bélgica.

Segundo Odemir

Metodologias detectam fraudes
Centro de Pesquisa, em São Carlos, estuda modelagem estatística para diminuir golpes bancários
Entre as pesquisas do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CEPID-CeMEAI), uma está diretamente ligada ao uso da estatística para evitar fraudes em cartões de banco.  Os pesquisadores desenvolveram novas metodologias para a detecção de fraudes com o uso de modelagem estatística e computacional.  O estudo é coordenado pelo professor Francisco Louzada, do Instituto de Ciências Matemáticas e da Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Em março, de acordo com dados da Serasa-Experian, foram mais de 183 mil tentativas de fraudes contra os consumidores. Isso significa que a cada 14 segundos um brasileiro foi vítima de

Segunda versão do protótipo do chip será entregue em julho deste ano

Chip criado por cientistas da USP será usado no registro de colisões de íons pesados no experimento ALICE

Um terço de todo o minério de ferro transformado em aço é perdido anualmente devido à corrosão, efeito que consiste na deterioração de materiais através de ações químicas ou eletroquímicas. Com o intuito de desvendar esse processo, uma pesquisa faz a análise do mecanismo do processo da corrosão via imagens em escala nanométrica.

Em meados de julho deste ano, cientistas do Instituto de Física (IF) e da Escola Politécnica (Poli), ambos da USP, deverão concluir a segunda versão do protótipo de um chip que será fundamental em um dos experimentos do maior acelerador de partículas do mundo,