O candidato deve ter experiência prévia para desenvolver projeto sobre propriedades biológicas de proteínas de MICs 1 e 4 e de Toxoplasma gondii

O projeto temático Lectinas de Patógenos dispõe de uma oportunidade de bolsa de pós-doutorado em Glicobiologia.

A pesquisa se desenvolve no Laboratório de Glicobiologia e Imunoquímica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

O candidato deve ter conhecimento e experiência prévia na área de imunologia e glicobiologia para desenvolver projeto sobre propriedades biológicas de proteínas de micronemas (MICs) 1 e 4 de Toxoplasma gondii, dotadas de atividade lectínica específica para ácido siálico e galactose.

As MICs interagem com glicanas de receptores da imunidade inata (TLR2 e TLR4) levando à modulação da imunidade do hospedeiro. O trabalho terá como objetivo identificar ligantes de MICs em fagócitos (além de TLR2 e TLR4); investigar glicoligantes de MICs em células dendríticas de mucosa e em linfócitos, capazes de contribuir para o efeito imunomodulador das MICs; investigar o efeito in vivo da infecção experimental com taquizoitas de T. gondii geneticamente deficientes em MIC1, em MIC4 ou em ambas as proteínas de micronemas.

O candidato deve ter sólida formação nas áreas de imunologia, biologia celular e glicobiologia, bem como experiência em modelos animais de infecção por T. gondii, em purificação de proteínas por cromatografia de afinidade, cultivo celular e de microrganismos, citometria de fluxo, PCR em Tempo Real e western blot. É também desejável que o candidato seja capaz de interpretar resultados de glycoarray.

A data-limite para inscrição é 30 de junho de 2015.

Os candidatos devem declarar seu interesse e enviar o histórico de doutorado a Maria Cristina Roque Barreira (This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.), pesquisadora principal do projeto temático. Devem ainda ter currículo Lattes atualizado.

A oportunidade de bolsa está publicada em www.fapesp.br/oportunidades/845.

O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 6.143,40 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação.

Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

Outras vagas de Bolsas de Pós-Doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades.

Agência FAPESP

Pin It