Teatro

Sidney Santiago e Luis Miranda

O ator, pesquisador, militante e diretor de Teatro brasileiro, Sidney Santiago, trabalha atualmente em projetos de diferentes áreas: teatro, cinema e setor editorial. No teatro, Santiago interpreta Philip, Rei da França, em “O Leão no Inverno”, espetáculo que fica em cartaz até 29 de julho de 2018 no Teatro Porto Seguro. No elenco, além de Sidney, Regina Duarte, Leonardo Pacheco e Caio Paduan. O texto, inédito no Brasil, foi escrito por Ulysses Cruz.

No cinema são dois longas: “Lima Barreto, ao terceiro dia”, diretor Luis Antônio Pilar, e coproduzido por Globo Filmes, Canal Brasil e Telecine. Neste filme, o ator Luiz Miranda e Sidney divide o papel principal da vida do escritor Lima Barreto, que

Samir Signeu Porto Oliveira

O teatro épico é tema do bate-papo com Samir Signeu Porto Oliveira que acontece no dia 15 de julho (domingo), após apresentação do espetáculo Cabeças Trocadas, cuja sessão tem início às 19 horas, na SP Escola de Teatro. Samir Signeu é coordenador e professor da Escola de Teatro Recriarte e doutor em Artes Cênicas pela USP.

Cabeças Trocadas é uma montagem do grupo Caixa de Fuxico da Cooperativa Paulista de Teatro, adaptada do romance do alemão Thomas Mann pela atriz Andrea Cavinato, com direção de Rosana Pimenta. A peça aborda sentimentos humanos intensos e a forma como as atitudes podem expressar nossos desejos mais secretos, além de expor questões ligadas ao patriarcado e ao feminino

Traga-me

Sucesso de público e crítica, peça estrelada por Hilton Cobra celebra a genialidade de Lima Barreto, refletindo sobre loucura, racismo e eugenia

“Traga-me a cabeça de Lima Barreto!”, espetáculo consagrado pela crítica e público, chega a São Paulo para uma temporada de 12 de julho a 5 de agosto no SESC POMPÉIA. Escrito pelo diretor e dramaturgo Luiz Marfuz especialmente para comemorar os 40 anos de carreira do ator baiano Hilton Cobra, com direção de Fernanda Júlia do (NATA - Núcleo Afrobrasileiro de Teatro de Alagoinhas), a peça mostra uma imaginária sessão de autópsia na cabeça de Lima Barreto, conduzida por médicos eugenistas (movimento que acreditava na seleção dos seres humanos com base em suas características hereditárias),

Os Lavadores de Histórias

Montagem lúdica, dirigida por Tereza Gontijo, trata de memórias esquecidas da infância guardadas em objetos abandonados. A temporada vai de 15 de julho a 19 de agosto.

O Sesc Pinheiros recebe a estreia do espetáculo infantil Os Lavadores de Histórias, da Cia. de Achadouros, no dia 15 de julho (domingo), em duas sessões: às 15h e às 17h.

A montagem, dirigida por Tereza Gontijo, tem dramaturgia assinada por Silvia Camossa, concebida em processo colaborativo, a partir das cenas improvisadas pelo grupo em sala de ensaio.

Os Lavadores de Histórias são três personagens - Urucum, Tom Tom e Jatobá - interpretados pelos atores palhaços Emiliano Favacho, Mariá Guedes e Felipe Michelini, respectivamente. À noite, eles visitam quintais abandonados

Teatro Popular Casa de Bambu

Em cartaz em diferentes locais da cidade, grupo se apresenta em um espaço móvel, todo feito de bambu

O grupo Teatro Popular Casa de Bambu está em cartaz, em São Paulo, com a peça A Prova. Formado na USP, o coletivo é conhecido por se apresentar em um espaço móvel, todo feito de bambu. Ele se apresenta nos próximos finais de semana de junho, em diferentes espaços da cidade (confira abaixo os horários e locais). A entrada é sempre gratuita.

Baseada na obra É isto um homem?, do escritor italiano Primo Levi (1919-1987), A Prova conta a história vivida pelo autor enquanto era prisioneiro no campo de concentração de Auschwitz, mantido pelo regime nazista da Alemanha.

vacinação

Tem gente que fica na dúvida quando vai tomar a vacina da gripe ou da febre amarela, ou quando leva o filho para colocar em dia a caderneta de vacinação. Será que é preciso vacinar? Isso é seguro? A resposta é sim, pode confiar: as vacinas são seguras e muito importantes para a saúde. Graças a elas muitas doenças estão hoje controladas ou foram eliminadas. Perigosa mesmo é a desinformação. Foi pensando nisso que a atriz Leticia Guimarães, do Museu da Vida da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), e a bióloga Priscila Born, doutoranda do programa de pós-graduação em Medicina Tropical do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), resolveram misturar ciência e arte para conversar, de forma

Cabeças Trocadas

Primeira montagem adulta do grupo tem Andrea Cavinato como protagonista de uma história que usa a metáfora para refletir sobre o feminino, do patriarcado aos dias atuais.

O espetáculo Cabeças Trocadas - do grupo Caixa de Fuxico da Cooperativa Paulista de Teatro - estreia no dia 6 de julho (sexta, às 21h) na SP Escola de Teatro, onde cumpre temporada até o dia 6 de agosto.

Adaptada do romance do alemão Thomas Mann pela atriz Andrea Cavinato, a história aborda sentimentos humanos intensos e a forma como as atitudes podem expressar nossos desejos mais secretos. A direção é assinada por Rosana Pimenta.

No dia 15/7, após o espetáculo, haverá debate sobre teatro épico com Samir Signeu Porto

Homens no Divã

Sucesso de público em temporada ininterrupta de três anos e meio, completada em junho de 2016, a comédia Homens no Divã reestreia dia 8 de junho no Teatro Municipal de Santo Amaro Paulo Eiró, somente por quatro semanas, com ingresso popular (R$ 30,00), às sextas-feiras e sábados, às 21h, e aos domingos, às 19h.

A montagem tem elenco formado por Olivetti Herrera, Guilherme Chelucci e Darson Ribeiro, também diretor, além de participação especial de Marília Gabriela, que empresta sua inconfundível voz (em off) à psicanalista Dra. Maczka.

Eleita uma das melhores comédias da capital paulista, e vista por mais de 250 mil pessoas desde a estreia em 2013, Homens no Divã fala de forma bem-humorada

À Espera

Nos dias 2, 9 e 16 de julho (segundas-feiras), espetáculo À Espera, faz sessões extras na Oficina Cultural Oswald de Andrade, às 20h. A montagem – que tem texto de Sérgio Roveri e direção de Hugo Coelho - segue em cartaz até o dia 21 de julho, com apresentações às quintas e sextas (às 20h) e sábados (às 18h). Os ingressos são grátis.

Com elenco formado por Ella Bellissoni, Jean Dandrah e Regina Maria Remencius, a história traz três personagens que podem estar em qualquer lugar, em qualquer tempo: duas mulheres, sem nenhum tipo de memória acordam sempre na mesma hora, à espera de algo, até que um dia recebem a visita inesperada de um homem

O Teatro do Incêndio lança livro no dia 22 de junho, sexta feira, às 20 horas, que registra os 22 anos de história do coletivo.

Do processo de montagem de sua primeira peça, Baal - O Mito da Carne, em 1996, até a conquista de sua sede própria, em 2017, Teatro do Incêndio: da Terra ao Território mostra a trajetória do grupo Teatro do Incêndio em paralelo com a história política do país, refletindo sobre criação, teatro de grupo e modo de produção. A publicação também registra fatos de lutas internas para sobrevivência da Companhia.

Com críticas, resenhas e textos de nomes como José Celso Martinez Correa, Cida Moreira, Valmir Santos, Márcio Boaro, Daniel Ortega, Rodrigo

grupo Seteset

O Seteset encena em Lisboa nesta semana – e depois em São Paulo – peça que une teatro e cinema

Nesta semana, entre os dias 24 e 27, o grupo Seteset – formado na Escola de Arte Dramática (EAD) da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP – se apresenta no Espaço Escola de Mulheres (Clube Estefânia), em Lisboa, Portugal. Ele vai encenar Tentativas Contra a Vida Dela, do britânico Martin Crimp, unindo as linguagens do teatro e do cinema. Na volta ao Brasil, o grupo fará curta temporada no Teatro de Contêiner, da Companhia Mungunzá, em São Paulo.

A convergência das linguagens do teatro e do cinema é resultado de um processo de pesquisa iniciado