Música

Canta Girasonhos

O grupo Girasonhos apresenta-se em novembro no Sesc Belenzinho com o musical infantil Canta Girasonhos. O show faz um apanhado de seu repertório, ilustrando 20 anos de história. As apresentações acontecem do dia 15 a 20 - quinta, sexta, sábado, domingo e terça – e nos dias 24 e 25 - sábado e domingo. Todas as sessões são grátis e acontecem na Área de Convivência da unidade, às 16 horas.

Canta Girasonhos é formado pelas principais músicas, vinhetas e poesias que foram compostas para as personagens das inúmeras histórias que o grupo criou. As canções passam por variados ritmos e estilos como ciranda, samba, valsa, baião e reggae. No repertório, destaque para  as músicas Monstro Esquisito, Pipoca

Ari Borger Trio

O trio liderado por Ari Borger - pianista pioneiro no Brasil quando o assunto é blues - lança Rock’n’Jazz, novo disco que, como o próprio nome indica, mescla jazz com clássicos do rock. O show de lançamento acontece no dia 10 de novembro, sábado, no Teatro do Sesc Belenzinho, às 21 horas.

No repertório do disco, o sétimo trabalho da carreira de Ari Borger, estão releituras de The Beatles, Rolling Stones, Cream, The Doors e temas da Blue Note com nova roupagem, além de temas autorais influenciados pelo som de New Orleans, blues e ritmos brasileiros. O disco foi gravado ao vivo em estúdio em uma única seção, no estilo ‘old school’ de gravação, capturando a emoção,

Rafa Castro

Rafa Castro - pianista, compositor e cantor mineiro - apresenta show de seu terceiro disco, Fronteira, no dia 11 de novembro, domingo, no Sesc Belenzinho, às 18 horas. O artista preza pela liberdade de criação e consolida sua forma abrangente de compor com forte influência da música instrumental mineira.

Neste show, Rafa apresenta músicas autorais do CD, algumas em parcerias com Bernando Maranhão, Vinicius Steinbach, Pablo Bertola e Thomaz Panza, dando um panorama de sua evolução em 10 anos de carreira. Rafa Castro (piano e voz), apresenta-se acompanhado por Vinicius Gomes (guitarra), Igor Pimenta (contra-baixo) e Gabriel Altério (bateria).

O álbum Fronteira tem participação especial de Mônica Salmaso, Teco Cardoso e Léa Freire, arranjos de cordas de

Fábio Caramuru

O concerto acontece no Auditório Ibirapuera no domingo, 18 de Novembro, às 19 horas.
Antes do concerto haverá, no foyer, às 17h30, uma apresentação da orquestra de violoncelos Fukuda Cello Ensemble.

Música e meio ambiente estão intimamente relacionados no concerto “EcoMúsica | Brasil-Japão”, que o pianista e compositor Fábio Caramuru apresenta no Auditório Ibirapuera no domingo 18 de Novembro.

O evento marca o encerramento das comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. E celebra, também, os 62 anos da Aliança Cultural Brasil-Japão, instituição consagrada de educação e cultura fundada pelo poeta Guilherme de Almeida.
No concerto, Fábio Caramuru vai interpretar dezoito de suas composições gravadas nos álbuns EcoMúsica | Conversas de um piano com

Egberto Gismonti

O compositor, cantor e multi-Instrumentista Egberto Gismonti, após anos de reclusão em processo criativo, apresenta show inédito no Sesc Belenzinho em formato quarteto. O espetáculo acontece nos dias 3 e 4 de novembro, sábado, às 21h, e domingo, às 18h, no Teatro da unidade.

Recém-chegado de uma turnê pela Europa, Gismonti, interpreta sucessos da carreira e musicas experimentais nunca antes mostradas ao público. Com 50 anos de história, o músico é exímio na execução do piano e combina sons de órgão, sintetizador, violão e flautas indígenas em seus arranjos.

Entre as composições do programa do show, além das inéditas, destaque para Realejo e Dança, Um Anjo, Palhaço, Sonhos de Recife, Forrobodó, A Fala da Paixão,

Zé Geraldo e Francis Rosa

O cantor e compositor mineiro Zé Geraldo lança no Sesc Belenzinho o DVD Cantos & Versos, gravado em parceria com o violeiro Francis Rosa. Os shows acontecem nos dias 9 e 10 de novembro, sexta e sábado, na Comedoria da unidade, às 21h30.

No show Zé Geraldo Apresenta Francis Rosa, que seguirá em turnê pelo Brasil, os dois estão juntos no palco para mostrar canções conhecidas da discografia de Zé Geraldo, com arranjos voltados para o universo da viola, e outras feitas por ele em parceria com Francis. A identificação artística entre os dois músicos é facilmente percebida na interpretação que um imprime à música do outro, e também nos emocionantes duetos.

O encontro de

Capa CD Alumia - Zé Guilherme

Zé Guilherme, cantor e compositor cearense radicado em São Paulo, está de trabalho novo, comemorando seus 20 anos de carreira.

Após lançar, em 2015, um disco em homenagem ao “cantor das multidões”, o artista deixa de lado o viés confortável de ser apenas intérprete e lança o quarto disco, Alumia, com repertório de músicas autorais, em sua maioria.

“Nunca tive pretensão de ser um compositor, pois meu ofício maior é o de cantor. A poesia é um exercício que me acompanha desde a adolescência, mas só agora, depois de 20 anos de dedicação à música, eu me sinto mais à vontade para mostrar também o meu lado autoral”, comenta.

Zé Guilherme assina letra e melodia

Patrulha do Espaço

Show que encerra 40 anos de atividade da banda tem participação de Rubens Gioia, Joaquim Kehl, Xando Zupo, Rogério Fernandes, Xande Saraiva e Paulo Tho.

Fundada pelo baterista Rolando Castello Junior, a Patrulha do Espaço apresenta no Sesc Belenzinho show que encerra a turnê de despedida da banda, numa emocionante retrospectiva de seus 40 anos de rock’n’roll. A apresentação acontece em grande estilo, no dia 3 de novembro, sábado, na Comedoria da unidade, às 21h30, tendo participação de Rubens Gioia, Joaquim Kehl, Xando Zupo, Rogério Fernandes, Xande Saraiva e Paulo Tho.

Além do pioneiro baterista Rolando Castello Junior - que vai se dedicar a outros projetos musicais, incluindo participações internacionais -, o grupo tem os multi-instrumentistas

Paulinho Pedra azul

Comemorando seus 35 anos de carreira, completados em 2016, o mineiro Paulinho Pedra Azul apresenta-se no dia 9 de novembro, sexta, no Teatro do Sesc Belenzinho, às 21 horas. Acompanhado por Serginho Silva na percussão e Clóvis Aguiar ao piano, o cantor e compositor faz uma viagem por toda a sua carreira e conta histórias que aconteceram durante sua trajetória.

Algumas músicas do programa estão nos CDs lançados em coletâneas comemorativas, 35 Anos de Carreira e 35 Anos de Carreira - Volume 2. São compilações de participações suas em discos de outros artistas ao logo de sua história. Entre as composições, destaque para Jardim da Fantasia, Ave Cantadeira, Cantar (de Godofredo Guedes), Jequitinhonha, Precisamos de Amores,

Eduardo Araújo

No dia 7 de novembro, quarta, o Sesc Belenzinho recebe o show inédito Eduardo Araujo - Do Country Rock à Viola, que acontece na Comedoria, às 21h30

No espetáculo, o cantor e compositor – nome expressivo do movimento musical da Jovem Guarda - une sua origem rural à alma de roqueiro para interpretar de clássicos da música caipira, além de sucessos da sua carreira, em arranjos que fundem country, rock e moda de viola.

O projeto nasceu da vontade de Eduardo Araujo em preservar a cultura caipira e homenagear seus amigos cantores e compositores; muitos deles são hoje figuras lendárias da música brasileira. Para tanto, o músico parte da retomada dos clássicos da música raiz em arranjos

Billy Saga

No dia 27 de outubro, sábado, às 21h30, a Comedoria do Sesc Belenzinho recebe show do MC Billy Saga, integrando o projeto Poéticas do Acesso. O evento conta com tradução simultânea em Libras.

O artista paulistano se apresenta com participação especial de Emicida, Sandrão RZO, DJ Cia e Amiri. O elenco do espetáculo tem ainda o DJ Latif, a dupla Ju Caldas e Tupã nos vocais e os músicos Léo Vitulli e Henri Tchagas na percussão.

O repertório é formado por músicas de seus discos, Me Jogue aos Lobos e Eu Volto Comandando a Matilha (2012) e As Ruas Estão Olhando (2016). Billy é considerado um dos mais autênticos e combativos rappers ao abordar nas entrelinhas de músicas a acessibilidade e os