Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Unesp de Araraquara desenvolve nanocosmético eficaz contra rugas

03/05/2012 22:01 por Esteta Beleza e Arte em Beleza e Cia e lida 6829 vezes

Imagem do rosto de voluntária é dividida para cálculo percentual da presença de traços de rugas

Uma pesquisa da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da Unesp de Araraquara desenvolveu uma formulação com base na nanotecnologia para combater o envelhecimento cutâneo. Em testes em animais e humanos, a formulação comprovou ser eficaz no combate às rugas, sem risco de irritação da pele.

“A formulação contém cristais líquidos obtidos a partir de silicones com gotículas na ordem de nanômetros, que são capazes de penetrar nas camadas mais internas da epiderme e controlar a velocidade com que o princípio ativo será liberado”, explica o professor da FCF Marlus Chorilli, que desenvolveu o sistema nanotecnológico em seu doutorado, realizado no Câmpus de Araraquara, sob orientação da professora Maria Virgínia Scarpa.

A nanotecnologia trabalha em uma escala que corresponde a 1 milímetro dividido por 1 milhão de vezes. O sistema criado na Unesp contém nanoestruturas de silicone que transportam uma das substâncias mais utilizadas nos cremes anti-idade do mercado, o palmitato de retinol. De acordo com Chorilli, o nanossistema pode melhorar a estabilidade e eficácia do retinol, que é uma substância sensível à degradação do ambiente.

Teste em humanos

Em testes realizados em coelhos, o professor verificou que a formulação não causou irritação cutânea. Além disso, a formulação aumentou o número de fibroblastos - células capazes de produzir mais fibras colágenas e elásticas, as grandes responsáveis por dar firmeza e tônus à pele.

Em seguida, Chorilli avaliou a eficácia da formulação na pele de 32 mulheres com idade entre 30 e 45 anos. As voluntárias aplicaram a formulação diariamente na área ao redor de um dos olhos (a região do outro olho não recebeu produto algum) durante 30 dias. Ao final desse período, o professor constatou uma diminuição significativa no tamanho e na profundidade das rugas na área com a formulação, em comparação à região que não recebeu produto cosmético.

"Os resultados sugerem que o produto pode ser um grande aliado no combate às rugas, que são cada vez mais comuns, inclusive em pessoas mais jovens", afirma Chorilli.

Bruna Kalaes

Portal Unesp

Clique para imprimir esta notícia.

voltar